sexta-feira, abril 08, 2005

PIRITES ALENTEJANAS, S.A. - Retoma Actividade

Decorreu em 5/4/2005, no Auditório da Biblioteca Municipal, uma sessão pública promovida pelo Conselho de Administração da Empresa Pirites Alentejanas, S.A., para apresentação do futuro projecto para as minas de Aljustrel.
E o que foi transmitido é que estão praticamente asseguradas as condições para que, finalmente, a exploração mineira possa ser retomada o que, como muito bem se compreenderá, constitui uma notícia da maior importância que merece ser devidamente relevada.
Para nós não foi uma surpresa completa pois tínhamos acompanhado o desenrolar do processo, que sabíamos encaminhar-se nesse sentido, através das informações que oportunamente nos iam sendo transmitidas pela Administração da Empresa, que sempre manteve connosco um relacionamento exemplar.
Na verdade, acompanhámos o curso dos acontecimentos, profundamente empenhados, mas sempre com a necessária discrição, para que as tendências favoráveis que sabíamos existirem, se consolidassem sem sobressaltos.
Mas hoje, perante o que se passou na reunião pública acima referida, não queremos deixar de vir publicamente exprimir o nosso regozijo e saudar vivamente o anúncio de uma decisão que é da maior importância para o futuro de Aljustrel, pela qual nos vínhamos batendo desde o momento em que a mina suspendeu a sua actividade em 1993.
Fica assim demonstrado que tinham razão aqueles que sempre consideraram precipitada e evitável a suspensão da actividade mineira nessa altura, e fica igualmente demonstrado que tinham também razão todos aqueles que, durante anos e anos, lutaram pela sua retoma, nunca perdendo a esperança de que isso viesse a acontecer, quando havia quem achasse que essa luta era inglória e até inconveniente porque, para além do mais, segundo diziam, ela servia para alimentar expectativas ilusórias e desviar as atenções da necessidade de explorar novos caminhos para o desenvolvimento local.
O certo é que nós nunca deixámos de acreditar e nunca deixámos de nos empenhar para que isso fosse uma realidade, porque tínhamos forte convicção de que, mais cedo ou mais tarde, tal tendência se iria confirmar. Mas, também é certo que nunca deixámos de trabalhar para tentar rasgar novas vias e criar novas oportunidades para o desenvolvimento e a realidade do concelho hoje aí está para o demonstrar.
Temos zonas de localização empresarial, temos um centro de acolhimento de microempresas, temos um fundo financeiro de apoio à actividade empresarial, temos um parque de feiras e exposições, temos um plano estratégico de desenvolvimento e temos um concelho bem dotado de infra-estruturas e de equipamentos de ensino, de formação profissional, de cultura, de desporto e de lazer. Temos, enfim, um concelho agora melhor preparado para potenciar, em prol do desenvolvimento local, os efeitos induzidos pela retoma da actividade mineira. E temos ainda outros grandes projectos para engrandecer o concelho.
É pois o momento de, em meu nome e em nome da Câmara a que presido, saudar e reconhecer a decisão histórica da Administração da Empresa Pirites Alentejanas, S.A. e igualmente de felicitar e homenagear todos os seus trabalhadores e as suas estruturas representativas que vêem assim coroada de êxito a persistente luta que travaram durante muitos anos para que isso fosse uma realidade.
Finalmente, é o momento de saudar calorosamente a população de Aljustrel que a partir de agora poderá encarar com mais esperança os caminhos do futuro.

Aljustrel, 6 de Abril de 2005

O Presidente da Câmara
José Godinho

in nota de imprensa C.M. Aljustrel